Um Blogue sobre livros, poesia, filmes, tecnologias informáticas e cultura.

A Blog about books, poetry, films, computer technology and culture.

Translate

Pesquisar / Search

Seguir por E-mail / Follow by Email

segunda-feira, 12 de maio de 2014

59º Festival Eurovisão da Canção / 59º Eurovision Song Contest: Conchita Wurst




Desde pequena sempre tive o hábito de acompanhar o Festival da Eurovisão, por vezes fiquei desiludida por ver Portugal perder, mas este ano confesso que fiquei satisfeita porque ganhou a candidata que apoiei, Conchita Wurst, da Áustria, conquistou a 59º edição do Festiva da Eurovisão.  Tom Neuwirth, verdadeiro nome de Conchita Wurst, apresentou-se em palco com cabelo comprido, vestido e barba, conseguindo convencer o júri com a interpretação da canção Rise Like a Phoenix, com 290 pontos, seguida pela música da Holanda com 238 pontos e pela da Suécia com 218 pontos.


Ao receber o troféu Conchita Wurst disse: “Esta noite é dedicada a todos os que acreditem num futuro de paz e liberdade. Somos unidade e somos imparáveis”. A figura deste travesti de 25 anos tinha motivado polémica e críticas, especialmente no Leste da Europa.
Após a vitória, Wurst disse em conferência de imprensa que o "seu sonho se tornou realidade” e que a sua participação na Eurovisão lhe mostrou que “há pessoas por aí que querem o caminho do futuro e continuar, não a andar para trás ou a pensar no passado”.
Esta é apenas a segunda vez que a Áustria vence o festival da Eurovisão, a primeira aconteceu em 1966, quando Udo Jürgens conquistou o primeiro lugar no Luxemburgo, com a canção Merci Cherie. Apesar do título francês, o tema era cantado em alemão. Tinha mesmo de o ser, já que nesse ano entrou em vigor a regra que obrigava os concorrentes a cantar na língua oficial do seu país. A alteração, que foi imposta pelos protestos de alguns países contra o facto de a Suécia ter apresentado, em 1965, uma canção interpretada em inglês, fará sorrir os que assistiram a esta última edição do festival, no qual constituíram excepção os temas que não foram cantados em inglês.
O austríaco recebeu muitos aplausos durante o concurso mas também muitas críticas, tendo mesmo sido lançadas petições online na Bielorrússia, Arménia e Rússia para que os excertos da sua participação fossem retirados ou editados quando exibidos nas televisões nacionais.
A organização da edição deste ano do festival, assegurada pela Dinamarca, declarou a tolerância como o tema principal do evento. Nas ruas de Copenhaga foram colocadas várias bandeiras arco-íris, símbolo do orgulho gay, durante a última semana.
Além da controvérsia criada em torno de Conchita Wurst, a Eurovisão ficou ainda marcada por uma questão política, com a Rússia de um lado e a Ucrânia do outro. Não terão havido quaisquer atritos entre as gémeas russas Tolmachevy e a ucraniana Mariya Yaremchuk, mas a sua participação ficou marcada pela actual crise na região.
Durante as suas actuações, as irmãs Tolmachevy receberam em alguns momentos apupos de membros do público, o que levantou dúvidas sobre se a classificação russa seria afectada pela anexação da Crimeia por Moscovo e pela posição anti-gay que recentes decisões governamentais têm assumido a partir do Kremlin.
Na atribuição de pontos pela Ucrânia, as gémeas ficaram em terceiro lugar, atrás da Polónia (em primeiro) e da Arménia (em segundo). Já a Rússia, colocou a Ucrânia na terceira posição e a Bielorrússia e Azerbaijão nos primeiros lugares – são países habitualmente aliados da Rússia, quer na Eurovisão quer no campo político. Na classificação geral, a Ucrânia ficou em sexto e a Rússia em sétimo.
A controvérsia subiu de tom depois da organização do festival ter decidido que os votos da Crimeia seriam contados como votos da Ucrânia, por causa dos códigos telefónicos nacionais.
Independentemente das questões políticas ou sexuais, quanto a mim o que importa é que foi um performance de elevado nível e que Conchita mereceu ganhar.
Para além disso pareceu-me um pouco ridículo as pessoas pagarem para votar quando o público tem 50% de peso e um júri nacional tem direito a outros 50%. Assim, nem vale a pena votar. Se calhar está na hora de fazerem tipo o concurso da TVI, Rising Star e criarem uma aplicação informática para quem quiser votar.
Para o ano que vem espero que seja possível encontrar uma música com mais qualidade para representar Portugal e que tal uma música meio em português, meio em inglês, porque neste momento quase já ninguém canta nas línguas nacionais durante o Festival da Eurovisão. Enfim, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e é preciso evoluir e deixar espaço à liberdade de escolha e ao respeito para com o próximo.
Podia escrever rios de tinta com argumentos para defender esta atuação, contudo não me vou alongar porque independentemente de tudo, ela ganhou.



Since childhood I have always had the habit of following the Eurovision Song Contest, at times I was disappointed to see Portugal lose , but this year I confess that I was pleased because he won the candidate I supported , Conchita Wurst , of Austria , won the 59th edition of the Festival of the Eurovision . Tom Neuwirth, real name Conchita Wurst, showed up on stage with long hair, beard and dress , managing to convince the jury with the interpretation of the song Rise Like a Phoenix , with 290 points , followed by music from the Netherlands with 238 points and the Sweden with 218 points.
Upon receiving the trophy Conchita Wurst said: "Tonight is dedicated to all who believe in a future of peace and freedom . Unity and we 're unstoppable. "The figure of this travesty than 25 years had led to controversy and criticism, especially in Eastern Europe.
After the victory, Wurst said in a press conference that "his dream come true " and that their participation in the contest showed him that " there are people out there who want the way forward and continue, not going backwards or thinking about the past. "
This is only the second time that Austria wins the Eurovision festival, first held in 1966, when Udo Jürgens won first place in Luxembourg with the song Merci Cherie . Despite the French title , the theme was sung in German . Even had to be, since that year came into force the rule that required the contestants to sing the official language of their country. The amendment , which was imposed by the protests of some countries against the fact that Sweden has presented , in 1965 , a song performed in English , will make you smile those who attended this last edition of the festival, which constituted the exception that the subjects were not sung in English.
The Austrian was warmly applauded during the contest but also a lot of criticism , having been launched online petitions even in Belarus , Armenia and Russia to the excerpts of their participation be removed or edited when shown on national television.
The organization of this year's festival, secured by Denmark, stated tolerance as the main theme of the event. In the streets of Copenhagen several rainbow flags, a symbol of gay pride were placed during the last week.
Beyond the controversy created around Conchita Wurst, Eurovision was still marked by a political issue, with Russia on one side and Ukraine on the other. There have been no clashes between Russian and Ukrainian Mariya twin Tolmachevy Yaremchuk, but their participation was marked by the current crisis in the region.
During their performances, the sisters received Tolmachevy at times booing members of the public, which raised doubts about whether the Russian classification would be affected by the annexation of Crimea by Moscow and the anti - gay position that recent government decisions have assumed from Kremlin .
In awarding points by Ukraine, the twins were in third place, behind Poland ( first) and Armenia (second) . Now Russia, put Ukraine and Belarus in third and first places in Azerbaijan - countries are usually allies of Russia, both in Eurovision both in the political field. In the overall standings, Ukraine and Russia ranked sixth in seventh.
The controversy rose in pitch after the festival organizers have decided that the votes would be counted as the Crimea in Ukraine vote because of national telephone codes.
Irrespective of the political and sexual issues, as for me what matters is that it was a high level of performance and Conchita deserved to win.
Also seemed a bit ridiculous people pay to vote when the public has a 50% weight and a national jury is entitled to another 50 %. So it not worth voting. Maybe it's time to make the contest type of TVI, Rising Star and create a computer application for those who want to vote.
For next year I hope that you can find a song with better quality to represent Portugal and that through such a song in Portuguese, half in English, because at this point almost no one sings the national languages during the Eurovision Song Contest. Finally, change the times, change is the will and we must evolve and leave room for freedom of choice and respect for others.
I could write rivers of ink with arguments to defend this song, however I will not dwell because regardless of all, she won.

Até Já / See you soon




Bibliografia / Bibliography:
Conchita Wurst, “a senhora de barba”, venceu o festival da Eurovisão / Conchita Wurst, "the bearded lady", won the Eurovision festival
Conchita Wurst recebida em festa no aeroporto de Viena / Conchita Wurst received in party at Vienna Airport

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...